A Came do Brasil possui uma linha completa de catracas e portas automáticas pensadas e desenvolvidas para ambientes em que as chances de contaminação são maiores, como hospitais, laboratórios e consultórios médicos.

Came do Brasil

Com a pandemia da Covid-19, a preocupação do momento é encontrar maneiras de evitar o contato físico, seja com objetos ou pessoas. O cenário é ainda pior nos hospitais, laboratórios e consultórios médicos, onde a circulação do vírus é obviamente maior.

A Came do Brasil possui uma linha completa de catracas e portas automáticas, solução que garante a segurança dos profissionais de saúde, evitando contato físico. Os produtos possuem uma tecnologia que permite a liberação sem a necessidade de se passar um cartão ou de impressão digital.

“Em tempos difíceis como esse, buscamos implementar soluções que tragam benefícios para os profissionais da saúde. Um médico que não pode ser contaminado, ou mesmo que esteja transportando um paciente na maca, consegue acessar um ambiente restrito sem precisar apertar qualquer tipo de botão, apenas por ter a sua liberação cadastrada no sistema”, explica Marco Barbosa, diretor da Came do Brasil.

A linha de catracas flap permite que, por reconhecimento facial de câmera ou por um chip colocado no crachá, por exemplo, a pessoa possa ser liberada imediatamente, sem nenhum contato físico. Já a linha de portas automáticas é composta por quatro modelos: deslizante, hermética, telescópica e pivotante. Todas acompanham um sensor de presença a fim de se evitar contato físico.

“Esses produtos podem fazer toda a diferença para que um hospital possa se manter livre de contaminações em suas UTIs, ajudando a vencer a batalha contra o coronavírus”, completa Barbosa.

Além disso, toda a linha de portas e catracas é otimizada pelo Came Connect, uma tecnologia que, por meio de um aplicativo de celular, consegue autorizar a entrada ou até verificar qualquer necessidade de manutenção, de forma rápida e automática.

“Com o Came Connect, você pode estar fora do hospital e, ainda assim, liberar a entrada de uma pessoa. Tudo por celular. Além disso, a equipe de manutenção pode ser avisada sobre qualquer problema de funcionamento, obter o diagnóstico de como resolvê-lo e agendar um técnico, sem a necessidade de uma ligação telefônica, basta utilizar o aplicativo”, explica Barbosa.

Serviço:
CAME do Brasil
(19) 3936-6844
came-brasil.com

Sua conexão com o Arqbrasil