Estudo da Organização Mundial da Saúde aponta que 80% das pessoas sofrem com problemas na coluna. Especialista explica que a escolha da cadeira é fundamental para minimizar o problema

cadeira

Mais importante do que cor, tamanho e beleza, as cadeiras têm um importante papel, principalmente no ambiente corporativo: proporcionar uma boa postura, conforto e funcionalidade. Dependendo da atividade profissional, exige-se longas horas seguidas em uma mesma posição, quase sempre inadequada para a saúde da coluna.

De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), 80% das pessoas sofrem ou irão sofrer com problemas na coluna, em algum momento da vida. Por isso, alguns cuidados são importantes na escolha da cadeira.

Flávia Riccó, diretora e especialista em comportamento da Riccó, maior empresa brasileira que desenvolve móveis para escritórios, explica que a cadeira deve ser projetada para atender às necessidades de diversos biótipos. É preciso oferecer além de conforto, sustentação e suporte para manter a postura adequada. O assento ideal precisa oferecer suporte lombar que mantenha a curvatura da coluna com uma postura saudável, para evitar as temidas dores nas costas após longas jornadas de trabalho. “Cadeira não é tudo igual. Aposte nas projetadas de forma que minimizem a fadiga e reduzam os pontos de pressão, estimulando até a circulação sanguínea”, completa a especialista.

Os ajustes da cadeira devem ser cuidadosamente projetados para serem de fácil uso, de modo natural. Ela deve ter ajuste de altura nos braços e no assento, que proporcionem movimentos de maneira ergonômica, com comandos simples, de fácil acesso e, sempre que possível, ajustes automáticos, regulagem de tensão da inclinação de acordo com o peso do usuário, que proporcionem liberdade de movimentos, com a lombar sempre apoiada.

Beleza também não é tudo. É imprescindível verificar o material da cadeira e suas funcionalidades. “Hoje, existem por exemplo, cadeiras com encosto em tela mesh, que permitem o respiro das costas, garantindo conforto térmico”, diz Flávia. A especialista ainda explica que os modelos muito moles prejudicam a postura e as muito duras causam desconforto e dores. E muito cuidado com o “bom e barato”. Comprar um item tão importante, requer uma avaliação criteriosa, que envolva qualidade, durabilidade, garantia e conforto. Sempre que possível, faça um “test-drive”.

Antes de efetuar sua compra, pense quais locais elas serão colocadas. Dependendo da finalidade, há indicações para cada tipo de ambiente e cargos diferentes, como salas de reuniões, diretoria, gerência, operacional, sala de descanso. “Procure padronizar cores e modelos, assim você terá um ambiente de trabalho mais harmonioso, organizado e com uma identidade corporativa”, finaliza Flávia Riccó.

Serviço:
Riccó
(11) 3081-6100
http://ricco.com.br