Construção a seco é alternativa para quem procura menos preocupação com obras
Construção a seco

A construção a seco combina o drywall, com o steel frame e fechamentos com placas cimenticias

Hoje é possível diminuir em 75% o tempo da obra, ao usar a construção a seco. Uma obra que demoraria dois anos para ser finalizada fica pronta em apenas seis meses, como uma casa construída na Serra Catarinense. Além da redução de tempo, a estrutura de 840 metros quadrados, de Light Steel Frame, foi erguida por apenas quatro pessoas e está localizada em um lugar de difícil acesso, no alto de uma montanha, com 1,4 mil metros de altitude.

Outro destaque, é que essa técnica construtiva possui uma tecnologia mais limpa e oferece melhor isolamento acústico e térmico. Também gera economia, evitando desperdícios de material, já que a quantidade enviada para a obra é exatamente a necessária. Nesse modelo em Urubici, os diferencias da técnica são notáveis também em outros aspectos, como por exemplo, a modernidade da arquitetura e a adequação a qualquer tipo de solo e a locais de difícil acesso.

A construção a seco combina o drywall, que são chapas de gesso acartonado, com o steel frame, estruturas de aço galvanizado estrutural com fechamentos em placas cimenticias impermeabilizadas. Ou seja, não utiliza argamassas e tijolos. O engenheiro e diretor do grupo CentroPlac, Davi Zimmermann, explica que a versatilidade da técnica está nas diversas formas de utilização. “É um sistema flexível porque é possível fazer a ampliação de uma casa ou mezanino em galpões industriais e até a ampliação de um prédio, sem excesso de peso ou sobrecarga na estrutura”, comenta.| CentroPlac