Ideal para tempos de crise, os espaços de coworking estão se popularizando

Coworking

A crise econômica tem afetado vários setores da sociedade e as empresas precisam encontrar formas de cortar custos, muitas vezes abrindo mão de um espaço físico para economizar. Há também os profissionais independentes que, às vezes, precisam de um espaço para trabalhar ou receber clientes que não seja sua própria residência. Por isso, os espaços de coworking estão se popularizando.>>>

O arquiteto Ricardo Nunes, sócio do escritório Casa3 Arquitetura e especialista em arquitetura corporativa, conta que a arquitetura para espaços de coworking proporciona um ambiente adaptado em que várias empresas diferentes podem trabalhar ao mesmo tempo dividindo custos.

Como o espaço é coletivo, a locação das estações e salas de trabalho acaba sendo financeiramente vantajosa para todos os envolvidos. “Espaços de coworking já são uma tendência no mundo todo devido ao modelo eficiente e econômico. No Brasil não poderia ser diferente. Principalmente durante essa época difícil, muitas empresas estão migrando para este modelo de escritório”.

“Muitos empresários aderiram ao coworking para economizar com aluguel, contas de água, luz, condomínio, dentre outras. Porém este tipo de espaço permite que diferentes equipes troquem experiência e ainda desfrutem de um ambiente de trabalho mais moderno e eficiente”, conta Ricardo.

Espaços de coworking oferecem uma infraestrutura completa para as empresas, pensada por profissionais especializados em arquitetura corporativa. “Desde móveis ergonômicos a uma distribuição eficiente da iluminação, todos os detalhes de um escritório de coworking são pensados para que as pessoas se sintam como se estivessem trabalhando em um escritório comum”.

Assim, é possível ter o melhor da arquitetura corporativa, aliada a um espaço físico moderno e acolhedor. “Os coworkings oferecem praticamente tudo o que um funcionário pode precisar numa empresa, desde uma boa conexão com a internet até uma secretária partilhada para todas as equipes que estão no escritório. O projeto arquitetônico de coworking é pensado em maximizar o uso para qualquer tipo de empresa”.

Ricardo ainda lembra que, como os  espaços de coworking têm contratos flexíveis, alugar um tende a sair muito mais barato do que recorrer a alugueis comuns. “O objetivo principal do projeto de arquitetura de um local assim é minimizar ao máximo o custo para a empresa que aluga, ficando ainda mais em conta para os locatários. É possível alugar um escritório compartilhado por um dia ou um mês, de acordo com a necessidade momentânea da equipe, o que pode ser realmente econômico para qualquer empresário.”, finaliza o arquiteto.

Serviço:
Casa3 Arquitetura
(21) 3325-1891
http://casa3.com.br

 

Casa3NoArq