45_primeportasNa zona urbana, ruídos existem por toda parte, desde buzinas de carro a barulho de construções. Esse tipo de poluição sonora pode desencadear diversos problemas como o estresse. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a tolerância do ouvido humano é de no máximo 50 decibéis, equivalente a uma via pública com trânsito leve, por exemplo.

No entanto, a agitação do cotidiano contempla ruídos muito piores. Um cortador de grama, uma motocicleta, uma serra elétrica e uma britadeira atingem, respectivamente, 90, 95, 100 e 105 decibéis. “Por isso, cada vez mais os projetos arquitetônicos de residências e estabelecimento comercias são preparados para abafar parte do barulho externo”, avalia Pedro Paulo Skrobot, engenheiro da Prime Portas Automáticas.

Além de paredes com espessuras mais grossas, outras soluções também são incorporadas ao projeto como janelas e portas que proporcionam um nível maior de isolamento acústico. “No caso das portas, existe uma variada gama de opções para reduzir o barulho. A porta automática, por exemplo, pode ser preparada para fazer quase o isolamento total de ruídos externos. A intensidade do barulho é bloqueada pelo material de revestimento das esquadrias”, explica Skrobot.

Segundo o engenheiro, no caso de estabelecimentos comerciais, a vantagem está na possibilidade de abafar o som do trânsito e de pedestres que transitam pela rua. “As portas criam uma barreira à passagem do som de um recinto para outro, evitando a entrada de nível sonoro que possa interferir na atividade exercida. Em locais em que o barulho externo é muito alto, os vidros também poderão receber uma camada dupla e ter uma espessura maior”, esclarece.

Além disso, Skrobot afirma que as portas automáticas ajudam a manter o ambiente limpo por mais tempo. “Como a porta não permanece o tempo todo aberta, também ajuda a evitar que entrem muita poeira e fuligem de carros no ambiente. Em uma loja, por exemplo, é possível manter bancadas e prateleiras limpas com maior frequência”, comenta.

A Prime Portas Automáticas elabora soluções em portas automáticas para diversos estabelecimentos como hospitais, órgãos públicos, shoppings, lojas, condomínios e edifícios, além de realizar projetos para estações de ônibus, que farão parte das obras de infraestrutura para a Copa de 2014 e para as Olimpíadas de 2016. Com sede em Curitiba (PR), a Prime oferece produtos de alta tecnologia em parceira com a marca italiana FAAC, que possui mais de 40 anos no setor e atua em diversos países.| PrimePortas