Atualmente, vemos espaços de trabalho cada vez mais bem pensados e trabalhados, que proporcionam um bem-estar maior aos funcionários

Mas, nem sempre temos a mesma impressão quando conhecemos a área de treinamento de uma empresa. E não prestar a devida atenção a este espaço pode ser um problema.

A arquiteta Marina Debasa, sócia do escritório Arquitetude, com vasta atuação em projetos de arquitetura corporativa, explica que a execução de um bom projeto de arquitetura também deve incorporar espaços como áreas de treinamento. O bem-estar e o valor que um funcionário pode ter são incalculáveis.

Segundo ela, um projeto de arquitetura deve ir além de oferecer uma sala com mesas e cadeiras ergonômicas. “O ideal é que o espaço tenha personalidade para transmitir os valores da empresa e esteja integrado ao resto dela. É claro que móveis ergonômicos são ótimos e vão ajudar no conforto das pessoas em treinamento, mas um espaço pensado especialmente para elas é um diferencial importante”.

Marina explica que ter ambientes de treinamento pensados especificamente para estes fins passa a ideia de que a empresa se importa com todos, inclusive com quem ainda não compõe o quadro de funcionários. Isso faz com que as pessoas se esforcem ainda mais para entrar e se manter nela, o que contribui com a descoberta e retenção de novos talentos.

Mas esses espaços para treinamento não podem ficar separados do resto da empresa. Eles devem se integrar e simular como é o dia a dia dentro da firma para que as pessoas possam ir se acostumando com esta rotina e passando por uma adaptação intensa, porém rápida. Ter contato com quem já trabalha no local ajuda a criar laços, também contribuindo em querer fazer um bom profissional ficar.

A arquiteta lembra que este também é o espaço ideal para que a empresa mostre um pouco de sua identidade visual, não só através da aplicação da marca, mas também apresentando projetos anteriores de destaque. A utilização de cores que ajudam na concentração assim como palavras de incentivo também contribui muito para a criação de um ambiente de treinamento.

Marina finaliza explicando que a arquitetura ajuda no treinamento de funcionários quando é pensada para exercer essa função. “Um ambiente corporativo bem pensado e projetado é um diferencial que contribui para que a equipe trabalhe ainda melhor, e o mesmo se aplica aos espaços de treinamento. Quanto melhor eles forem, maior será a vontade de um candidato entrar na empresa”.

Serviço:
Arquitetude / Marina Debasa
(21) 3417-0551
http://arquitetude.com.br/


<<Voltar