Arquiteta Marina Debasa fala sobre a importância das vitrines para uma loja

VitrinesUm dos pontos de maior destaque das lojas são as vitrines. É por meio delas que o público descobre o que a loja está vendendo, suas novidades e também se atualiza sobre as tendências da moda. Além disso, as vitrines são um dos atrativos que levam os consumidores a entrar nas lojas, por isso é preciso valorizá-las sempre.

A arquiteta Marina Debasa, sócia do escritório de arquitetura Arquitetude, explica que ter uma vitrine é uma estratégia básica de venda que deve ser sempre utilizada. “Melhorar a aparência da vitrine pode impulsionar as vendas, o que é muito importante, principalmente em tempos de crise. Além disso, quem busca se diferenciar da concorrência deve sempre pensar em investir em novas vitrines”, afirma.

A percepção visual é um dos pontos-chave para atrair clientes, pois a maioria das nossas tomadas de decisão leva muito em conta o que estamos olhando, e a chamada “compra por impulso” também ajuda. Por isso, é preciso que as lojas estejam sempre atentas em valorizar suas vitrines utilizando manequins bonitos, ambientações e ótimos produtos. “Não adianta os comerciantes terem uma enorme vitrine e não a utilizar corretamente. Isso pode fazer com que a loja perca clientes para marcas concorrentes. Por outro lado, também é importante lembrar que menos é mais e, às vezes, é melhor dar destaque à um produto do que causar uma poluição visual e não chamar atenção do consumidor”.

Para isso não acontecer, Marina faz algumas sugestões. “Todo dono de loja deve se preocupar com a reformulação periódica de sua vitrine. Além disso, deve se preocupar com o estado de conservação de seus manequins assim como a limpeza dos vidros, tanto do lado de dentro quanto de fora da vitrine. Isso é apenas o básico para ter uma vitrine sempre atual e bonita”.

Marina também alerta que, ao montar uma vitrine, é importante pensar no público-alvo que a loja deseja atingir e que a marca sempre deve estar presente. “Uma vitrine elaborada de acordo com a identidade visual da loja e da marca consegue atrair seus consumidores e comunicar de maneira correta seus conceitos”, afirma. Ela continua dizendo que manter a visão interna da loja através da vitrine também pode chamar a atenção do cliente para outros itens e, se quando o estabelecimento tem seus produtos bem expostos, a loja toda se torna uma grande vitrine.

A arquiteta finaliza lembrando uma vitrine bonita pode sim ajudar a vender mais. No entanto, é preciso também pensar em outros aspectos da arquitetura da loja para que as vendas se concretizem sempre. “Ter uma linda vitrine e uma loja pouco convidativa pode acabar fazendo com que o faturamento do estabelecimento continue caindo. Dessa forma, é importante que todo empresário entenda que a vitrine é a porta de entrada para os consumidores, mas que todo detalhe pode fazer a diferença na hora de conquistar o cliente”.

Serviço:
Arquiteta Marina Debasa
(21) 3417-0551
http://arquitetude.com.br