O escritório Viviane Gobbato Arquitetura recebeu dos idealizadores a meta de reproduzir no Méz a atmosfera de seu objeto de inspiração, misturando o estilo rústico e industrial com cores e artes que lembram os artistas que passaram a montar estúdios e galerias em Meatpacking.

Viviane Gobbato

As paredes foram descascadas para que os tijolos aparentes mostrassem a diferença de suas cores, a história do imóvel, bem como sua idade. Toda a tubulação e iluminação aparentes lembram as instalações industriais dos galpões nova-iorquinos e, em contraponto, o ambiente ganhou pendentes de cobre, cadeiras bordô da Cremme e duas grandes paredes verdes.

Um outro colorido dá o tom ao espaço, são as artes de rua de Luan Cardoso, do Coletivo SHN, que executou para o Méz seu maior lambe-lambe em papel algodão e os quadros da série NAÏVE, do fotógrafo Gabriel Wickbold.

Divididos por três ambientes, são 100 os lugares nas mesas, oito no bar central e outros 20 em bancos para momentos mais despojados. O terraço à frente tem toldo retrátil e seu piso é decorado por ladrilhos geométricos em preto e branco.

A área aberta ao fundo funciona como o bar de espera – dedicado especialmente a drinks com gin e com um barman exclusivo para o espaço -, mas que deve ser um dos locais mais disputados, pois oferece muitos banquinhos em torno de uma enorme e bem-vinda árvore do tipo sibipiruna.

O salão principal abriga o bar central com banquetas para quem preferir degustar ou ver o preparo de seus drinks, além de mesas com quatro lugares e uma sequência de outras sete para duas pessoas cada, compostas por bancos em madeira fixos.

Essas podem receber até quatorze pessoas com o uso de tampos removíveis e foram equipadas com tomadas para o cliente carregar seus equipamentos eletrônicos.

Serviço:
Viviane Gobbato Arquitetura
(11) 4323-6349
http://www.vivianegobbato.com.br

Méz
Rua Dr. Mario Ferraz, 561 – Itaim Bibi
(11)2538-8197
http://www.mezsp.com.br

Projeto no Arq

Ver projeto no Arqbrasil